Ciência

Eclipse raro de Natal promete criar ‘anel de fogo’ no céu

Fenômeno raro acontece no momento em que a Lua, em seu momento mais distante da Terra, se alinha com o Sol
Este será o mais incrível “presente” da natureza; um eclipse solar bastante raro está previsto para o dia 26 de dezembro. O evento será visível na maior parte da Ásia e Oriente Médio por alguns preciosos minutos. Infelizmente, o “anel de fogo” – como é chamado o eclipse parcial do Sol – não poderá ser visto do Brasil.

O fenômeno é conhecido como “anel de fogo” porque acontece no momento em que a Lua se alinha com o Sol em uma posição específica incapaz de cobrir toda a estrela.

Como a órbita da Lua ao redor da Terra é levemente elíptica, dependendo do momento do ano, ela pode parecer menor ou maior vista daqui – quando fica mais próxima ou mais longe. Nesta quinta-feira (26), como estará mais distante da Terra, ao se alinhar com o Sol, cobrirá “apenas” 97% do centro do “astro rei”.

Provavelmente, as melhores imagens do “anel de fogo” surgirão da Arábia Saudita, uma das melhores regiões para se observar o eclipse solar parcial, mas certamente todo o mundo poderá curtir fotos e vídeos publicados em sites específicos e redes sociais, como o Instagram e YouTube.

Quando começa o eclipse?
Todo o fenômeno, incluindo todas as fases, ocorre entre 02h59 UTC do dia 26 (23h29 do dia 25, horário de Brasília) e 8h05 do mesmo dia (5h05).

Quanto tempo ele irá durar?
A duração de todas as fases será de mais de 5 horas. A fase total durará mais de 2 minutos.

Qual é a diferença entre o eclipse solar anular e o solar total?
Em um eclipse solar total, a Terra, a Lua e o Sol se alinham de tal forma e em uma posição tão exata que todo a estrela do nosso sistema é “tampada” da perspectiva da Terra – é possível ver apenas a coroa, a atmosfera do Sol (veja foto do topo). No caso do eclipse solar anular, ainda há um alinhamento entre os três corpos celestes, mas com um distanciamento um pouco maior da Lua em relação ao nosso planeta. O resultado é a formação de um “anel de fogo” no céu.

Será visto no Brasil? Quando veremos um eclipse do tipo?
Não. O próximo eclipse anular total no Brasil será em 26 de janeiro de 2028. Estados da região Norte poderão assistir a versão total, enquanto a versão parcial será vista em todo o país.

Quando teremos outro eclipse solar anular no planeta?
Em 21 de junho de 2020. Ele será visível também em países da Ásia, África e parte da Europa.

O evento astronômico será visto em sua totalidade em regiões específicas dos seguintes países: Índia, Sri Lanka, Cingapura, Malásia, Brunei, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Omã, Sumatra e Qatar. Na Austrália e no continente africano, o fenômeno ocorrerá de forma parcial.

Facebook Comments Box

Leave a Reply

Your email address will not be published.